sexta-feira, 2 de março de 2012

Sérgio Bernardo, esse lindo!



Qualquer chão leva ao céu – A história do menino e do cigano, de Cristina da Costa Pereira (Escrita Fina, 2011)

Um livro que envolve o leitor em temas como amizade, solidariedade, família e espiritualidade, para além da temática central do convívio possível entre os diferentes.
Nas suas 142 páginas existe não um conto de fadas, mas a história, que bem poderia ser real, de dois amigos passando por cima de supostas barreiras, como idade e condição social, para estar próximos: de um lado um menino do asfalto, nordestino e pobre, e do outro um cigano banido do grupo, com algumas posses e um grande trauma na vida.
Quando ambos se encontram, cada uma dessas barreiras vai caindo por terra: um garoto pode ter muito a ensinar a um adulto, mais até do que o contrário; e um indivíduo de um grupo étnico aparentemente fechado como o cigano pode estar aberto a revelar aspectos de sua cultura, mostrando não serem tão “estranhos” como se pensa.
Mesmo sem levantar bandeiras, o que fugiria do seu propósito de produzir ficção, Cristina, com este paramiche, convida a uma reflexão sobre o estar no mundo. E faz isso traçando uma linha de pensamento com a leveza e o despojamento necessários para ser entendida pelo público juvenil.
Ao fechar o livro, o leitor saberá que do chão ao céu o caminho não é curto nem fácil de percorrer, mas com boa dose de entendimento, aceitação e espírito solidário, é possível, sim, chegar lá.


[Sérgio Bernardo, fevereiro de 2012]

Sérgio Bernardo é escritor, autor do livro Caverna dos signos e da coluna ”Sem poesia não dá” do jornal virtual Sobrecapa Literal

Nenhum comentário: