sexta-feira, 29 de abril de 2011

Fazes-me falta!

Agora que começamos com essa onda de booktrailler, segurem a gente! Estamos adorando e não vamos parar mais!!!
Essa semana saiu mais um, uma homenagem às vovós, que às vezes ficam esquecidas nos dias das mães, mas... ei! Elas são mães também. E duas vezes!!!
É por isso que a gente acha que você tem que caprichar no presente dela e, como somos corujíssimos com as nossas publicações, adivinha qual a nossa sugestão?
Sim, o nosso novo booktrailler é sobre... O livro da avó:


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Porque somos altamente recomendáveis


Sabe aquele delicioso sabor de vitória? Pois é... é exatamente o que estou sentindo com a distinção de Altamente Recomendável dada a três livros da Escrita Fina (Jogo da memória, Vozes d’África e O livro da avó) pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Sabor, aliás, que senti também quando sete de nossos livros foram premiados com a inclusão no Catálogo de Bolonha, também da FNLIJ. Sabor de vitória sabe por quê? Porque somos uma editora pequena e novíssima, completamos um ano  em março. Esses atributos, portanto, configuram uma outra condição:  uma equipe diminuta. Pouquíssimas pessoas para dar conta de muito trabalho, de muitas realizações de sonhos, em situações às vezes bem adversas para uma editora incipiente como a nossa! Então, é isso aí: vitória suada e merecida (sem modéstia)! Parabéns para toda a nossa equipe!!! Agora é só correr pro abraço...
Meu carinho a todos,
Laura van Boekel

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Namore uma menina que lê



Hoje Carol me deu um puxão de orelha: “ É dia de postar no blog!” E eu estava aqui enlouquecida, porque a minha monografia roubou toda a minha inspiração e o bloqueio bloguístico tava rolando solto. Até que a providência divina, sempre ela,  colocou esse blog no meu caminho. Fui parar direto num post com o qual me identifiquei muito: Date a girl Who reads ou, em bom português, “Namore uma menina que lê”.
Por quê?
Bem... se você souber inglês, é só ler o post. Se não souber, eu vou dar um resuminho das minhas partes preferidas. Uma menina que lê finge que leu James Joyce e entendeu só pra impressionar (eu li e não entendi hehe); ela fica linda superconcentrada lendo seu livro preferido; o closet dela tem mais livros que roupas e sapatos (eu!); ela não consegue decidir se gosta da Alice ou se quer ser Alice; alguém a pede em casamento de qualquer maneira criativa e ela diz que sim (L); quando ela tiver filhos, eles terão nomes estranhos baseados em personagens da literatura e muitas outras coisinhas. O texto é uma graça =)
Eu sempre fui a menina que lê e me senti super-homenageada. Afinal, existe essa lenda urbana de que a menina que lê é a chata sociopata dos óculos fundo de garrafa. Mentira! A menina que lê é inteligente, é interessante e é linda, sim! Mesmo que tenha os óculos fundo de garrafa. A menina que lê é um charme! Meninos, deem uma chance a menina que lê. Vocês não sabem o que estão perdendo...
Meninas (e meninos) continuem lendo. Lendo sem parar. Afinal, é isso que vai garantir meu salário no fim do mês   vai fazê-los crescer no sentido mais amplo da palavra. Talvez chegue o dia em que a menina que lê (ou o menino) se torne o mais popular da escola e não a que fica no cantinho. Estou fora da escola há algum tempo, não sei se esse dia já chegou (contem nos comentários!), mas não deixem de ler NUNCA! Podem acreditar, isso vai fazer uma diferença danada no futuro.
Ah! E podem ler os livros da concorrência também. Eu deixo ;-)
Xoxo
Luíza
a menina que lê, sempre leu e sempre lerá =)

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Sim, nós temos booktraillers!

Agora a nossa vida digital está completa! Hoje o canal da Escrita Fina no YouTube entra no ar com nada mais, nada menos que o booktrailler de Olhos de Fogo. Ainda não viu? Aqui ó: