segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Boo!

foto: Rob Sheridan

Hoje, meu povo, é Halloween! E por mais que os nacionalistas mais fervorosos não fiquem muito felizes com isso, não adianta espernear... o Dia das Bruxas já é uma realidade no Brasil. Como vocês sabem, nós não nos importamos nem um pouquinho em ter mais um motivo pra fazer festa e estamos adorando o clima assombrado ;-) 
Por algum motivo (alguém sabe qual é?), o fim de outubro e o início de novembro giram em torno dos seres do além. Daqui a pouquinho temos o dia de Finados aqui em terras brasileiras, mas apesar de provavelmente sermos o povo mais farrista do mundo, não rola uma festinha de nada. Vovó até contava que na época dela nem se ligava o rádio ou a televisão em respeito aos falecidos. Finados é um dia tristinho, tristinho, feito pra doer o coração de saudade daqueles que já partiram. E aí você deve pensar: mas lógico que não se faz festa num dia desses, né? Onde já se viu festejar os mortos?
Todo ano se vê festejos no México, ora! O "Dia de los Muertos", por incrível que pareça, é o feriado mais animado da terra do sombrero. O negócio lá é quase um carnaval! Cultura é uma coisa engraçada, né? Pra gente é superesquisito fazer uma festança em torno da... morte. Pra eles deve ser estranhíssimo ver a gente chorando e desligando eletrodomésticos pelos falecidos. 
Celebrando ou chorando baixinho, de uma coisa a gente tem certeza: essa coisa toda de falar de gente que morreu começa a arrepiar os pelinhos da nuca de medo de alma penada, né não? E como estamos no clima "bruxa má", vamos deixar vocês mais arrepiados ainda com uma dica de leitura danada de assustadora: Contos macabros. Uma compilação com 13 contos absolutamente apavorantes de autores clássicos da literatura brasileira.
Eu sei que "autores clássicos da literatura brasileira" já assustam naturalmente e não no bom sentido. Mas confiem na gente aqui e descubram que literatura clássica nacional pode ser muito bacana. E muito assombrada também!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Na traaaaaaaaaaaaave!

foto: http://www.flickr.com/photos/csessums

É gente, não foi dessa vez... Chegamos bem pertinho mesmo, quase lá, mas não deu pro O gosto do Apfelstrudel levar o Jabuti. Quem sabe na próxima, né? Mas ó... não estamos nem um cadinho desanimados!!! Chegamos perto, pertíssimo, fizemos bonito e, pra arrematar, ainda tivemos essa trocida linda da galera, vulgo vocês.
E ano que vem tem mais... já pensou se fosse tipo Jogos Panamericanos e só rolasse de 4 em 4 anos? Aí sim a gente morreria do coração. Mentira, morreria nada... Ganhar prêmio é sempre gostoso, mas legal mesmo é publicar os livros ;-)
E, só por curiosidade, a gente pergunta: pra que livro nosso você daria o seu Jabuti pessoal?

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Feliz desaniversário pra nós!


Desde criança contam pra gente que a boa é celebrar aniversários. Não temos nada contra, achamos ótimo. Mas e os desaniversários? Como ficam? Ainda mais que na vida nada acontece em datas redondas, né? No nosso caso foi bem assim. E... nós já temos um certa quedinha por desaniversários normalmente. 
Mais ou menos um ano e meio de vida e PÁ! um finalista no Prêmio Jabuti. 

A boa acontece na categoria literatura juvenil, com um clássico dos clássicos: Gustavo Bernardo. O gosto do apfelstrudel, um dos campeões de lágrimas do nosso time de livros, é finalista da categoria. Eu diria favorito, mas não vamos nos precipitar que o jogo só termina quando o juiz apita.

Com toda essa alegria... só temos a dizer pra vocês:

FICA, VAI TER BOLO!


Porque todo dia é dia de comemorar, mas hoje tem gostinho especial. Gostinho de... JABUTI =P 

Ou aperitivo de Jabuti, já que ainda estamos mais ou menos em 30 minutos do segundo tempo e a briga tá boa pela vaga na Libertadores premiação. E aí? Vocês vão torcer pra gente?