terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Do Mar

 O livro Do Mar, de Mirna Brasil Portella e ilustrado por Laurent  Cardon,  ganhou uma linda resenha elaborada por Márcio Vassalo. Leiam abaixo e deliciem-se, como nós nos deliciamos ao lê-la!

COM UMA VONTADE DESEMBESTADA DE ONDA E ESPUMA

“Do Mar”, novo livro de Mirna Brasil Portella, é uma declaração de amor às nossas escolhas mais autênticas e essenciais


Há histórias que nos puxam com força para dentro delas e só nos devolvem ao mundo depois que as terminamos.

Outras não nos devolvem mais, porque não terminam é nunca dentro de nós.

“Do Mar”, de Mirna Brasil Portella, é uma história que nos atravessa sem pressa, mesmo depois que aparentemente desatracamos dela.

Publicado pela Escrita Fina Edições, com sensível coordenação editorial de Laura van Boekel e belas ilustrações de Laurent Cardon, o novo livro da Mirna Portella bem carece trazer na capa aquele aviso que aparece na beira de mar que desatina:

PERIGO - CORRENTEZA

Afinal, quando entramos nesse livro da Mirna, somos puxados pela poesia da autora para o fundo dos nossos vislumbres mais íntimos, dos movimentos que mais nos paralisam e das paralisias que mais nos movimentam, feito olho de poeta quando para em lindeza que ninguém repara.

Reparadora desde menina, a dona dessa história, Maria do Mar, cresce vendo de perto a sina das mulheres que esperam por seus homens pescadores.

“Com olhar de maré baixa”, as mulheres da aldeia onde Maria vive passam quase o tempo todo de suspiro ancorado e vontade guardada para não sei quando.

Sem nenhuma intenção de se tornar uma guardadora de vontades com prazo de validade para minguar, Maria tinha sorriso de quem duvida, encontrava cidades inteiras dentro de conchas, e passava o dia virando belezas pelo avesso.

“Achava que o fundo do mar era o céu de cabeça para baixo (...).Tinha olhos de ver e de imaginar. E foi assim, com esse jeito de ver um pouco mais, que ela desenhou a sua história no horizonte, onde todos os dias o sol nascia para acordar o mundo”, conta a Mirna.

E o que será que mais acordava a Maria na fundura?

Será que ela queria partir para o mar, pelo desejo de descobrir, pelo prazer de provar, pela fissura de chegar?

Será que também queria ir pelo impulso de voltar, contar às outras mulheres tudo que viu e dar corda em moça parada?

O que dava tanta corda na ideia da Maria?

Mais para provocar perguntas de abrir clareza por dentro do que para trazer respostas de ponto final, Mirna Portella escreve:

“Em aldeia de pescador, todo mundo vive da pesca, mas o costume da pesca é do homem. O homem é que sai para o mar, e a mulher espera o homem chegar”.

Maria esperava pelo pai, que enchia o ouvido da menina com as fantasias e estranhezas mais irresistíveis, e aumentava nela aquela vontade desembestada de onda e espuma.

Quando o pai chegava, a Maria queria saber de tudo: “Como era lá em alto-mar quando chovia, quando ventava, quando era noite, quando era dia, como eram os peixes das águas fundas, o tamanho das ondas do meio do mar”...

No meio de tantas indagações sem tamanho, de que forma a mãe da Maria olhava para ela?

“A mãe dizia que a menina olhava para o mar com olhos de saudade. E era mesmo. Era saudade do pai, que trazia para ela o mundo de depois do horizonte. Toda vez que ele voltava do mar, trazia a saudade do que ela nunca havia vivido, mas que, na fala do pai e na sua cabeça de imaginar tão bem imaginado, era parecido com o mundo das conchas”.

Com o seu texto de sutileza mergulhada, a escritora nos mostra que uma cabeça de imaginar tão bem imaginado pode quebrar tabus, interromper danações, mudar o rumo das nossas pegadas.

“A mãe sofria só de ver. Já sabia o que vinha pela frente: menina com saudade de pai pra depois virar mulher com saudade de marido. Não era essa a sina das mulheres? É que ela não sabia que Maria já tinha outro destino, quer dizer, já tinha a ideia de ter outro destino, porque destino é coisa que cada um constrói como quer, quando o querer é bem forte e consegue encontrar a coragem”.

Movida por uma coragem relada num querer bem forte, a verdade é que Maria “foi crescendo com a mania de achar que as coisas podiam ser do jeito que a sua imaginação queria”. E a imaginação é uma despertadora de gente, concebida na fundura.

Concebida num dia em que o pai voltou para casa com uma urgência indizível de terra, Maria nasceu feito maresia indomada. “(...) a mãe cismou de achar que a filha havia sido um presente do mar trazido pelo pai. E foi por isso que resolveu meter mais um mar no nome da menina: Maria do Mar. Assim foi.”

E assim, quem poderia domar a Maria do Mar, que nasceu de um desejo tão forte de ir?

Para atender a esse desejo, um dia, o pai da menina “partiu com ela e meia dúzia de homens em um barco à vela carregado de tarrafas, varas, anzóis e muita vontade de mar”.

Depois de partir, já embarcada, Maria conheceu superfícies brilhadas, tempestades amansadas no braço, belezas descortinadas, solidões cortadas no vento, uma flor despertada na areia...

Mas de nada adiantaria ver tudo isso, se a Maria não soubesse imaginar.

Como diz o Mario Quintana: “As pessoas sem imaginação podem ter tido as mais imprevistas aventuras, podem ter visitado as terras mais estranhas. Nada lhes ficou. Nada lhes sobrou. Uma vida não basta apenas ser vivida: também precisa ser sonhada”.

Na volta do mar, mais imaginativa do que nunca, Maria contou às mulheres da aldeia que “o mundo é grande e é preciso sonhá-lo para querer descobri-lo”.

Mais do que tudo, o novo livro da Mirna Brasil Portella tem grandeza de mar alargado no olho, e é preciso descobri-lo para sonhá-lo.

Ah, e o Quintana nos pesca de novo: “Não é o leitor que descobre o poeta, mas o poeta que descobre o leitor e o revela a si mesmo”.

Mirna Portella é uma descobridora de leitores.

Agora não perca mais tempo na proa desse texto aqui. Pule de cabeça no livro da Mirna, flutue no alto-mar da poesia, e se entregue, se descubra, se revele.


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

O Jabuti é nosso! Aha-Uhu!

No dia 18/11, aconteceu a entrega do Prêmio Jabuti 2014, e a Escrita Fina participou da cerimônia! Ganhamos o Jabuti do terceiro lugar da categoria Ilustração de livro infantil ou juvenil com o livro Conselho, de Odilon Moraes, e nossa editora Laura van Boekel foi à cerimônia buscar esse prêmio que tanto nos dá orgulho.
Marina Colasanti ganhou o primeiro lugar na categoria Livro infantil com Breve história de um pequeno amor . E esse mesmo livro  para crianças ganhou também o prêmio de Livro do Ano. Em seu discurso, a autora enfatizou sua a vitória, pois a literatura infantil normalmente é vista como subliteratura, e eis um livro infantil alcançando a categoria de Livro do Ano.
Parabéns, Marina Colasanti! Continuaremos na batalha para alçar a literatura infantil ao seu lugar de destaque!
Parabéns, Odilon Moraes, pelo primoroso trabalho que  nos rendeu um Jabuti!




Até o ano que vem!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Uhul, ganhamos um Jabuti!

Notícias de última hora:

GANHAMOS O JABUTI DE ILUSTRAÇÃO!

O livro Conselho, com texto de Fernando Pessoa e ilustrado por Odilon Moraes ganhou o terceiro lugar na categoria Ilustração do Prêmio Jabuti 2014!

Estamos eufóricos!

Parabéns pelo belíssimo trabalho, Odilon Moraes!

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Dois livros escritafinenses no Jabuti!





E os livros da Escrita Fina continuam a nos dar muito orgulho! O livro Conselho, de Fernando Pessoa, ilustrado por Odilon Moraes é finalista na categoria Ilustração de livro infantil, e o Emílio, de Hugo Monteiro Ferreira, ilustrado por André Beltrão, está entre os que decidirão o Jabuti de Literatura Juvenil.

 
Estamos na torcida para ganharmos mais esses prêmios! Afinal, os livros escritafinenses só nos dão alegria e satisfação!



quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Excelência gráfica é com a Escrita Fina


Nosso livro Pedro e Inês, de Helena Gomes e ilustrado por Julio Cesar Carvalho, ganhou o prêmio Excelência Gráfica na categoria Livro Texto do prêmio Werner Klatt 2014.



Um livro com essa capa tinha tudo para faturar o prêmio, não acha?

Parabéns para os autores, à equipe editorial e a todos os envolvidos nesta conquista!

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Dois lançamentos no mesmo dia! Vai encarar?

Nesse domingo, dia 14/09, a Escrita Fina vai bombar em duas livrarias diferentes! Na Livraria da Travessa de Ipanema, Mirna Brasil Portella e Laurent Cardon trazem seu delicioso livro Do mar, às 16h.


Já na filial de Botafogo, a Livraria da Travessa recebe Maria Inez do Espírito Santo e Luciana Grether Carvalho e seus contos do livro Era uma vez na floresta - três mitos indígenas, também às 16h.



Escolha o seu lançamento e venha curtir um domingo com muita literatura!

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Os autores da Escrita Fina só nos dão orgulho!

Recebemos um e-mail da nossa querida Maria Clara Cavalcanti nos informando que agora tem uma sala de leitura com o nome dela! Sim! Uma creche em Nova Friburgo a homenageou nomeando a sala de leitura como "Sala de Leitura Maria Clara Cavalcanti". Legal, não é?

Desejamos que a sala seja um sucesso, gerando muitos leitores!

Uma parte da produção literária de Maria Clara Cavalcanti

  Olha só a posta da sala, que coisa linda!

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Dia dos pais!

Dia dos pais é depois de amanhã! Você ainda não sabe o que dar de presente ao homem mais importante da sua vida?! Então, temos a solução: o livro  Passos nos porão.

Passos no porão é um livro sensível, que conta a história de um menino que se apoia nos braços calorosos do pai para diminuir o medo de ruídos à noite. Bonito, não? O pai, nosso primeiro super-herói, ampara seu filho e faz parte dessa homenagem tão bela feita pela Maria Clara Cavalcanti e ilustrada por Luis Silva aos pais de todo o mundo. Quer homenagear o seu também? Esta bela obra está à venda nas livrarias e aqui.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Olha só aonde nós fomos chegar!

A Anete mascou tanto chiclete, viajou tanto com o passarinho no seu nariz que foi parar em Belo Horizonte! O livro Anete, nariz de chiclete, de Ronize Aline e ilustrado por Bruna Assis Brasil, foi selecionado para integrar o kit escolar desta cidade mineira tão linda! Em 2015, Anete conhecerá novos lugares... E você, quer conhecer o que ela já viu? Conheça Anete e sua história clicando aqui.


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Vida que voa vai ganhar uma versão animada para a TV!



Nosso livro Vida que voa ganhou uma animação. Essa versão animada vai ser transmitida no canal Futura dia 30/07, no programa A cor da cultura. Este é um projeto superbacana, que traz histórias da mitologia africana e manifestações da cultura afro-brasileira e do cotidiano do negro no Brasil.  Ele já está na terceira temporada, e será exibido às quartas, às 12h, com reprises aos sábados às 12h e domingos às 18h.

Não conhece o livro? Veja-o aqui!

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Três lançamentos em um!





Sábado vai ter um lançamento triplo na Livraria Cultura! Maria Clara Cavalcanti e Carlota Rios estarão lançando Zabelinha a partir das 16 horas. Maria Clara Cavalcanti também lançará seus outros dois livros, Passos no porão e Caminhos de luz. Além disso, ainda haverá uma animada contação de histórias!

E aí, vai perder? Vem com a gente!


sexta-feira, 6 de junho de 2014

Uma verdadeira aula de história!

Você sabe quem foi Luís Carlos Prestes? Ele foi o líder da Coluna Prestes, um movimento rebelde que cruzou o Brasil. Legal, não é? E você sabia que nesse movimento surgiu um monte de lendas e histórias muito interessantes? Flávia Portela conta algumas dessas histórias em um livro ilustrado por Lu Martins, que pode proporcionar uma aula de história do Brasil sem que a gente perceba. Gostou da ideia? Aparece no lançamento: Livraria da Travessa de Ipanema dia 8/06, às 17h! Esperamos por você!

quinta-feira, 29 de maio de 2014

16º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens



E começou mais um Salão FNLIJ! Estaremos marcando presença e com muitos eventos escritafinenses. Vai passar por lá? Visita a gente! Estamos no estande 57, ao lado da praça de alimentação. Estamos aguardando vocês!
Quer saber o que vai rolar? Veja a programação da Escrita Fina aqui embaixo!

29/05, às 9:20 -> A esperta mão aberta
30/05, às 14h -> Odemar
31/05, às 15h -> Manuel poético dos jogos olímpicos (e um dedinho de prosa)
02/06, às 10h -> Todo mundo saiu
02/06, às 13:20 -> Tempo de aldeia
02/06, às 14:40 -> Anete, nariz de chiclete
03/06, às 9:20 -> Do mar
03/06, às 9:20 -> Minha festa de faz de conta
03/06, às 10:40 -> Quando a lua ficou cor-de-rosa
03/06, às 14h -> Era uma vez na floresta
04/06, às 9:20 -> Meu Zé Lelé de estimação
04/06, às 9:20 -> A história do Pingo
05/06, às 14:40 -> A turma do CP-500
06/06, às 13:20 -> Passos no porão
06/06, às 13:20 -> Zabelinha

Ufa, quantos eventos!  O Salão estará bem agitado! Vai lá dar uma conferida!

quarta-feira, 2 de abril de 2014

02 de abril, Dia Internacional do Livro Infantil


Hoje é o aniversário de Hans Christian Andersen, e, devido a isso, também é o Dia Internacional do Livro Infantil! Pra você, qual é a importância do ato de ler para as crianças? Aqui na Escrita Fina levamos o livro infantil bem a sério, e a produção não para! Afinal, o amor à leitura e aos livros infantis preenche nossos corações <3

Leia para uma criança , faça-a feliz, liberte sua imaginação e a conduza a mundos inimagináveis através dos livros! O futuro agradece.

quinta-feira, 27 de março de 2014

Somos Altamente Recomendáveis pela FNLIJ!

Quatro dos nossos livros receberam o selo "Altamente Recomendável" da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil). Na categoria Jovem, Pedro e Inês, de Helena Gomes e ilustrações de Julio Carvalho. Na categoria Poesia, Conselho, de Fernando Pessoa e ilustrações de Odilon Moraes. Na categoria Reconto, A donzela sem mão e outros contos populares, adaptado por Helena Gomes e ilustrado por Kako e Histórias da terrinha: contos populares portugueses, de Maria Clara Cavalcanti e ilustrado por Babi Wrobel Steinberg.

Além do selo, os livros estão concorrendo ao Prêmio FNLIJ 2014. É a Escrita Fina marcando presença em mais uma premiação!

Parabéns aos autores e ilustradores! A torcida escritafinense é toda de vocês!

sexta-feira, 14 de março de 2014

Feliz dia da poesia!

O dia da poesia é comemorado hoje no Brasil. A data, 14 de março, seria o aniversário de Castro Alves, um grande poeta brasileiro, e, para comemorar, o Brasil se enche de poesia.
E nós, como bons amantes de poesia, não poderíamos deixar esta data passar em branco! Escreva, poetize-se, ou simplesmente leia e se deleite com lindos textos poéticos hoje e sempre... Sugerimos alguns escritafinenses, Navio negreiro, de Castro Alves (o aniversariante!) e Conselho, de Fernando Pessoa, ilustrado por Odilon Moraes.


Tragédia em pleno mar

'Stamos em pleno mar... Doudo no espaço
Br inca o luar -- doirada borboleta --
E as vagas após ele correm... cansam
Como t urba de infantes inquieta.

'Stamos em pleno mar... Do firmamento
Os astros saltam como espumas de ouro...
O mar em troca acende as ardentias
-- Constelações do líquido tesouro...

(Navio Negreiro - Castro Alves)




Faze de ti um duplo ser guardado;
E que ninguém, que veja e fite, possa
Saber mais que um jardim de quem tu és -
Um jardim ostensivo e reservado,
Por trás do qual a flor nativa roça
A erva tão pobre que nem tu a vês...

(Conselho - Fernando Pessoa)







quarta-feira, 12 de março de 2014

Ciao, Bolonha!

O resultado da seleção para o catálogo da Feira do Livro Infantil de Bolonha 2014 já saiu, e tivemos vários títulos da Escrita Fina selecionados! Carnavalança, de Mirna Brasil Portella, Frederico, de Hellenice Ferreira e Martha Werneck, A linha e o linho, de Giberto Gil e Marcela Fernandes de Carvalho, O fazedor de borboletas, de Laura Bergallo e Janaina Tokitaka, História de uma cidade contada por ela mesma, de Leny Werneck e Guto Lins, Escrita secreta, de Heloisa Prieto, Priscila Nemeth e Eugênia Hanitzsch, Histórias da Terrinha, de Maria Clara Cavalcanti e Babi Wrobel Steinberg e Macacada, de Augusto Pessôa. E além deles, as ilustrações de O aniversário do Tiltapes, da ilustradora Elma, integrarão a exposição  Brasil: Incontáveis linhas, incontáveis histórias" (Brazil: Countless threads, countelles tales), também na Feira de Bolonha


Serão nove livros em Bolonha, que vão para a Itália mostrar as qualidades escritafinenses.

Parabéns para todos!

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

É Carnaval!

Chegou o Carnaval, e a folia domina todo o Brasil! Os festejos de Momo são notícia em todos os lugares, seja curtindo um bloco no Rio, um frevo em Pernambuco, as escolas de samba em São Paulo, correndo atrás do trio elétrico em Salvador... As formas de festejar são muitas. Os livros também podem fazer parte dessa festa, pois sempre há aquele momento em que você quer descansar, mesmo que seja entre uma brincadeira e outra. Ou, caso você deseje sossego ao invés de agito, eles podem ser  excelentes companhias por bem mais tempo.

Seja descansando ou pulando, aproveite o Carnaval da melhor forma possível!

Boa folia!

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Cadê seu peito, mamãe, Ivna e Dilma"


Ivna Maluly, nossa autora que mora na Bélgica, entrega seu livro Cadê seu peito, mamãe? para a presidenta Dilma Rousseff durante sua passagem por Bruxelas para a reunião de Cúpula União Europeia-Brasil.  Pelo rosto delas, o encontro foi produtivo!

É a Escrita Fina ultrapassando barreiras!Quer saber mais sobre esse emocionante livro? Clique aqui



sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

É Tempo de Aldeia na Escrita Fina!

Imagine ficar numa terra estranha, com um povo de uma cultura bem diferente da sua? E ainda dar aulas para eles! É um desafio e tanto, não acha?

Edith Lacerda aceitou esse desafio. Ela viveu entre os índios Waimiri-Atroari, na região Norte do Brasil, e tem muita história pra contar! Tantas, que renderam um livro!

Quer conhecer essa pessoa fantástica, com histórias superinteressantes? Passa lá na Blooks Livraria, dia 18/02, a partir das 19 horas!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

É o Dicionário de Criancês em São Paulo!

Angélica Lopes lançará seu livro Dicionário de criancês na Livraria da Vila, dia 15/02, sábado agora!

Quer saber o que significa "alelua", "boletinho" e outras palavras curiosas? Cola lá com a gente!



segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Neste fim de semana, só deu Escrita Fina!


Sábado, a Escrita Fina invadiu a terra da garoa! O livro Convite paulistano,  com texto de Sandra Lopes e aquarelas de André Côrtes, foi lançado no Museu da Língua Portuguesa, e fomos tão bem recebidos, e o evento foi tão delicioso que sim, podemos dizer que "existe amor em São Paulo"!

No domingo tomamos um café da manhã com Anete, e o cheiro de chiclete dominou a livraria Sabor Literário! Ronize Aline levou seu saboroso Anete, nariz de chiclete para alegrar a manhã da livraria, contando a aventura de Anete para todos. Afinal, começar o dia com uma boa história é bom demais, não é?

Agradecemos imensamente a presença de todos nesses eventos, e nos vemos nos próximos, porque a gente não para ;)

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

O Rio de Janeiro continua lindo....



O Rio continua lindo e inspirando escritores desde tempos imemoriais. Cidade maravilhosa, terra de belas praias e, além disso, de grandes histórias. E como não ouvir a história do Rio contada por ele mesmo?
Em A história de uma cidade contada por ela mesma, o Rio de Janeiro conta sua história! Leny Werneck é apenas uma intermediária entre a cidade e você, leitor! As belas e coloridas ilustrações de Guto Lins também nos ajudam a ver como esta história é maravilhosa, como a protagonista!

Quer saber como ela é contada? Vem com a gente no dia 20/01/2014, na Blooks Livraria!