terça-feira, 26 de julho de 2011

Dia da mãe duas vezes



Que coisa linda deve ser isso de ser vó e ganhar presente duas vezes, não é mesmo? Pois é, o dia da vovó  ainda não ganhou o status do dia das mães, mas ele existe e é... HOJE! Então corre lá pra dar um beijo, um aperto, um cheiro, um abraço e até mesmo um presente (que tal o nosso aclamadíssimo O livro da avó?) pra essa senhorinha simpática pra quem a gente corre toda vez que faz besteira e toma bronca da mamãe. 
Infelizmente as vovós não costumam durar tanto na nossa vida, mas sempre tem aquela tia senhorinha que ganha o título de vó da família. Ou então a vizinha vó de todo mundo. Eu consigo contar umas dez vós na minha vida... sério mesmo. E tem coisa melhor que vó? Vó é biscoitinho caseiro quentinho, é colo, é abraço apertado, é cheirinho de lavanda, é brincar brincar brincar sem parar, sem ter que arrumar bagunça! Tem aquele ditado que diz que mãe educa pra vó deseducar... e quando a gente é criança, o que não falta é vó por aí querendo mimar a gente!
Ah! E costumam ser as vovós que contam as histórias pra gente também... Histórias que nem as da Bá, por exemplo, do Bá e as visagens. A minha adora contar crendices (até hoje eu não consigo ver um sapato virado, por exemplo). E a sua? Que histórias sua avó contava pra você?

Nenhum comentário: