quarta-feira, 25 de julho de 2012

Dia do catador de milho



Foto de Kriss Szkurlatowski

Num passado não muito distante, existiu uma tal de rede social chamada Orkut. Lembram? Tem gente que até hoje segue fiel, mas muita gente migrou pra uma outra tal de rede social chamada Facebook. Qual é melhor? Não vem ao caso. O ponto é que nesse tal de Orkut existiam as tais das comunidades. As comunidades nada mais eram que uma versão do primórdio da troca de informações pela internert: os fóruns. 
 - Opa! Isso é aula de mídias sociais? 
 - Não. É o nosso post do Dia do Escritor.
 - Como assim?
Assim que muita gente se animou a escrever por causa dos fóruns, dos blogs e dessa revolução digital toda onde - BOOM! - de repente qualquer pessoa pode ser lida. E foram nessas comunidades que muita gente se esbarrou. Houve um tempo, nesse passado não muito distante, em que quase todos os conectados brazucas usavam o tal do Orkut.
E por que a gente tá dizendo tudo isso?  Porque o nosso parabéns de hoje é pros "Espancadores de teclados", "Escritores de gaveta", "Escritores que não escrevem", que, com a internet, ganharam uma cara, um perfil e um lugar pra gritar pro mundo os seus sentimentos. Gente do Mato Grosso, do Rio, do Japão. Todo mundo junto explorando essa paixão avassaladora que é escrever.
Nossos parabéns vão pros nossos autores "analógicos" também? Vai! Afinal, a vida deles não teve essa molezinha de encontrar tudo a um clique de distância. Mas nossos parabéns vão, acima de tudo, pra todo mundo que tá na briga pela sua literatura. Mesmo que seja só pra guardar bem guardadinho na gaveta, mesmo que demore um pouco pra ser publicado, mesmo que seja só passatempo. Nossos parabéns são pros escritores: os nossos, os da concorrência, os profissas, os amadores... os amantes da literatura!
\o/

Nenhum comentário: