segunda-feira, 30 de abril de 2012

Resumão FNLIJ


Foto de Hellenice Ferreira
Dizem que tudo o que é bom dura pouco. Deve ser por isso que, por mais agitada que tenha sido a nossa participação no Salão da FNLIJ, a semana passou voando. De repente, PUFT!, acabou-se =(

Nossa maratona de lançamentos começou dia 19, com Qualquer chãoleva ao céu, em que a Cristina falou muito bem, deixando todas as crianças superatentas ao dar "uma aula" sobre a tolerância e o respeito entre as pessoas e as diferentes culturas.
Antes, às 9 horas, foi a vez da Sandra lopes e Luciana Grether Carvalho lançarem o Cordel da Candelária no Salão. Foi lindo, porque a Luciana,que fez as ilustras com recorte, resolveu mostrar a técnica ao vivo. Fez vários desenhos com recortes. As crianças ficaram boquiabertas, emocionadas mesmo. Ela era espontanea e calorosamente aplaudida pelos estudantes ao fim de cada desenho. E eles, embevecidos, com sorriso nos rosto, pediam para ver com as mãos os recortes. Foi lindo!

Dia 21 foi a vez de Ana Lúcia Merege lançar Pão e arte num papo muito legal com a plateia.
A Ana começou perguntando para a galera sobre os gostos literários, seus escritores preferidos, até que, PÁ!, chegou à literatura fantástica, que é a praia dela. Depois falou do Pão e arte e prendeu a atenção da platéia. Foi muito legal!!!
Nesse mesmo dia, também rolou o lançamento de Tem um morcego nomeu pombal. Moisés Liporage e Julio Carvalho deram um show de simpatia, conversaram animadamente com a plateia, que estava cheia de crianças. Começou vazio, vazio e acabou bem cheio. O Julio reproduziu ali, na hora, um dos desenhos do livro. Arraso total!

O dia 24 foi de Fábio e Sabina Sombra com seus cordéis: Maracatu e Folia de reis. A Sabina fez questão de levar os originais de seus bordados e deixar todo mundo boquiaberto.

O dia 25 foi cheio! O lançamentos simultâneos do Antônio e Chuá! Chuá! Gota d`água, céu e mar, foram lindos! Mirna leu magnificamente o seu Chuá! Chuá! e Hugo, autor de Antônio, deu um show: com sua prática de professor prendeu totalmente a atenção das crianças e as fez participarem. Começou dizendo que tinha escrito o livro para tornar as crianças felizes, principalmente aquelas que carregavam uma dor e sofriam caladas. Ele falou da importância de falar do que incomoda, que não se deve guardar, e foi o tempo todo supersensível e cuidadoso. Fez as crianças gritarem um Ahhhh! bem alto pra descarregar qualquer dor que estivesse dentro delas e sinalizou a importância da literatura pra nos apoiar em vários momentos da vida, como ocorreu com o Antônio.
Ao final, quando as crianças puderam perguntar, na verdade, elas fizeram relatos em público de suas dores. Um dos meninos, de seis anos, disse: "meu pai saiu de casa, bateu a porta e me deixou lá sozinho". Foi superemocionante e a gente tá aqui com os olhos marejados só de lembrar da cena. O livro já começa a cumprir seu papel, conforme desejávamos...
O lançamento de Alecrim e de O menino que tinha medo de errar também teve momentos muito bacanas. A Camila Carrossine, ilustradora de O menino..., fez questão de prestigiá-lo e também aos dois outros livros ilustrados por ela, Antônio e Chuá! Chuá! Já a Aline Haluch, ilustradora de A lenda doAlecrim, curtiu horrores seu primeiro lançamento na FNLIJ. Estava bem cheio e Hellenice com sua simpatia e experiência em “controle de turma” deu um banho. Andrea Taubmann, de O menino..., como sempre, de sorrisão no rosto! Nossa, que cenas lindas!
Depois, o lançamento de Amor de Mãe d’água e do Namoro encantado contou com a presença da Secretária de Educação de Duque de Caxias, Rachel Barreto. Hellenice Ferreira contou as histórias enquanto a Luciana Grether Carvalho desenhava uma cena do Namoro. A Luíza, ilustradora do Amor...não pode ir, mas diz ela, que estava emanando vibrações boníssimas de terras gringas distantes ;-) Vocês sentiram?
O lançamento de A cobra e a corda , Botas e Bolas e Odono da Lua também foi muito emocionante, pois havia na plateia uma turma de alunos especiais, que participou bastante do bate-papo. Fernanda morais, nossa querida, desenhou ao vivo e ficou lindo! Martha Werneck não pôde comparecer (snif!) por uma causa justa: sua tese de doutorado, mas certeza absoluta de que ela também tava emanando as boas vibes de longe =)

Dia 27 foi a vez de Família alegria e O banho de Ninacom três craques no trato com os pequenos: Cristina Villaça, Ana Cristina Mello e Cris Alhadeff (um festival de Cristinas... será que o segredo está no nome?). E assim enecerrou-se a nossa maratona de lançamentos no Salão. Mas o ano ainda nem chegou à metade, então ainda tem muito mais coisas por vir.
Já estamos com saudade dos sorrisos e das lágrimas e, principalmente, de ver toda a turma do infantojuvenil reunida num só espaço (coisa rara de acontecer), mas c'est la vie... Ano que vem tem mais! Enquanto isso fiquem de olho no nosso blog pra saber em primeiríssima mão as novidades da nossa querida Escrita.
Até!


(pra ver mais fotos é só curtir a gente no Facebook: facebook.com/EscritaFinaEdicoes)

2 comentários:

Laura disse...

O Salão foi maravilhoso!

Andrea Viviana Taubman disse...

Eu já estou sentindo falta de tudo e de todos desse 14º Salão FNLIJ, que para mim será inesquecível...ainda bem que tem FLIST no final desta semana! Quem vai?