segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Apresentação

Edito, logo existo. Ao editar, penso, duvido, questiono, me inquieto, me desencontro, me encontro, me realizo. Quando recebi a proposta de me tornar responsável pela criação e coordenação desta marca editorial, a Escrita Fina Edições, voltada para o público infantil e juvenil, confesso que fui ao Céu.
Sim, muitos desafios e ansiedade me aguardavam pela frente, mas também o prazer esperava por mim. Ah! este seria muito maior que todos os percalços, eu não tinha dúvidas. E, desde a fundação da Escrita Fina, em março deste ano, assim vem sendo. E o melhor de tudo: edito literatura infantil e juvenil, ou seja, contribuo para formação de jovens leitores. Essa contribuição busco fazer ofertando a pluralidade. Mas como, não é? Quais são os critérios que definem essa pluralidade a que me refiro? Pra mim, são dois os principais: o prazer estético e o prazer intelectual. Os livros da Escrita Fina Edições buscam, por meio da arte da palavra, da elegância discursiva (passível de estar presente tanto em registros formais quanto informais) e da beleza das imagens gráficas, proporcionar ao jovem leitor não nenhum tipo de lição, mas, sim, oportunidades de questionamento, de construção de sentido, de ressignificação e de fruição, tanto no plano emocional quanto no intelectual. O que pretendo é oferecer aos leitores (em sua maioria crianças e adolescentes) terreno propício para interpretações, investigações, ou seja, para o exercício de sua subjetividade. E assim também ajudar a mostrar que a literatura infantil e a juvenil não devem ser tratadas como um degrau para a literatura destinada ao público adulto, uma vez que elas não são um vir a ser, mas simplesmente são; carregam suas especificidades próprias, de imenso e cabal valor.
Bom, estes são meus objetivos editoriais, que obviamente não realizarei sozinha, mas sempre com  a participação de minha competente equipe editorial: Carol, encarregada de me assessorar na edição de textos, e Luíza, na edição de arte gráfica. 

Um beijo carinhoso,
Laura van Boekel

7 comentários:

Alexandre de Castro Gomes disse...

Falou bonito, Laura! Muito sucesso para a Escrita Fina!

Laura Bergallo disse...

Xará querida, adorei seu texto. A Escrita Fina tem muita sorte de já começar a vida contando com o seu talento.

Juliana disse...

Hey, muito legal o blog e o texto da Laura, que traduz muito bem a delicadeza e a ternura com as quais ela vai desenhando a Escrita Fina.

... disse...

laura, carol, luiza, halime,

estou muito orgulhosa. o texto de abertura é excelente e de total honestidade. compactuo com os objetivos da editora e sou muito feliz por fazer parte deste time de vencedores.
beijos, flores e estrelas!

aline.h disse...

Laura querida, Luiza e Carol
Muito feliz em ver o blog nascer como vi a editora lá no comecinho... muita sorte (sempre é bom) porque talento vocês têm de sobra! beijos

René disse...

Deu uma vontade muito louca de voltar 'a infancia e retomar a vida na logica e na receita contidas no seu irrepreensivel texto.
Beijos, com votos de pleno sucesso!

Marcelinha disse...

Olá.
Qual o procedimento para envio de originais para apreciação da editora?
Marcela