quarta-feira, 8 de agosto de 2012

E o pai?

Ilustra de André Côrtes para Enquanto papai não volta...



Avós são mesmo inspiradoras. Tão inspiradoras que volta e meia chega um original aqui dedicado a elas. É cada história tão linda que a gente tem que se policiar pra não virar "Escrita Fina Edições da Avó". E nessa de querer a abraçar a diversidade, nos demos conta de que, opa!, cadê os papais? 
Pois bem! Os papais chegaram. 
Ou não.
Primeiro porque o livro ainda está no prelo, quase lá. Segundo porque Enquanto papai não volta..., da Maria Inez Espírito Santo, fala justamente da ausência dessa figura tão importante na vida da gente. E, às vezes, só quando o pai não volta mais é que nos damos conta disso. Mas não se engane! Esse não é um livro triste. É um livro sobre a saudade, e a saudade pode ser linda quando as lembraças vêm com a alegria pelo que foi vivido e não com a tristeza pelo que foi perdido.
Alguns pais não voltam por n motivos e isso pode trazer pra vida da gente um monte de "pai" novo. Um padrinho querido, um avô babão, um tio especial... Tem pai de tudo o que é tipo e isso nem sempre tem a ver com biologia. Tem a ver com amor, e, quando o assunto é amor, a gente se empolga mesmo pra publicar. Ainda mais se for pra ver a vida pelo lado cor-de-rosa ;-)
Enquanto papai não volta... não vai chegar às livrarias até o dia dos pais. Talvez ele nem seja o livro ideal pra dar de presente pro seu pai (ou seus pais). O nosso recado ao falar desse livro justamente no dia dos pais é bem simples. Sabe aquele abraço apertado? Aquele sorriso? Aquele "eu te amo"? São pra dar agora. Agorinha mesmo, sem esperar por domingo (mas domingo é pra dar tudo de novo). Antes que chegue o dia em que os seus pais vão e não voltem. E quando esse dia chegar, podem ter certeza de que, na verdade, eles nunca vão embora de vez. Sempre fica um pouquinho de pai dentro da gente. Essa Maria Inez sabe das coisas! 
Feliz dia dos pais =)

Nenhum comentário: