quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

É uma história portuguesa, com certeza!

Quando eu cheguei aqui à Escrita Fina, a primeira coisa que as meninas fizeram foi correr pra me mostrar O livro da avó:
O livro da avó é lindo!”
“Choro toda vez que eu leio.”
“ Ai, as ilustrações do Luís são uma coooooisa.”

Juro. Esse livro causou um verdadeiro frisson aqui, entre editoras, autores, pessoas agregadas aleatórias que vinham visitar... todo mundo babava e perguntava :  – Quando sai?
Pois é, meu povo, saiu. E olha, não é porque é um exemplar Escrita Fina, não, mas ó... é um dos livros mais belos e singelos nos quais eu já pus as mãos na minha vida (e que outros autores e ilustradores não fiquem enciumados!). E como toda coisa bonita que a gente faz, deu um senhor trabalho. Foram idas e vindas da gráfica, provas de cor até ficarmos zarolhos e até a ilustre vinda dos originais themselves de Póvoa de Varzim ao Rio de Janeiro (imagina o nosso desespero  cuidado com tamanhas obras de arte em nossas mãos!). Nós, aqui da Escrita Fina, somos team Luís pra sempre! E vem mais coisa dele por aí, mas não vou contar agora pra não estragar a surpresa.
Inaugurando a conexão Portugal–Brasil, estreando: O livro da avó que, cá pra nós, daria um belíssimo presente de Natal. 
Ah! E sabe todos os comentários do início do post? Pura verdade.  Eu desafio até o mais insensível dos marmanjos a não chorar com essa história maravilhosa.

Inté!
Luíza Costa

Um comentário:

Renata Holanda disse...

Eu tenho uma verdadeira paixão por livros infantis, e este todo este cuidado para ser publicado, todo o histórico dele, me cativou.
Bjs
Renata
www.tecergirassois.blogspot.com