sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Na estante dos Silva (do Fausto e dos outros)


Dia 12 de outubro, aqui em terra brasilis, é Dia das Crianças. Não sabemos se foi bem por isso que, nesta semana, aquele moço dos domingos da Globo, o Faustão, indicou o o nosso Antônio como leitura obrigatória pra pais e filhos. Na verdade, isso nem é importante. Importante mesmo é que ele entendeu que a mensagem do Hugo Monteiro Ferreira precisa ser passada adiante. E agora, um montão de gente que não conhecia a Escrita conhece o Antônio e aquilo que ele tem pra contar.
Pra gente esse foi um presentaço de Dia das Crianças. Não só pela vaidade de ver nossa cria sendo elogiada em rede nacional, mas também porque, agora, um montão de gente que não lê este blog, nem sequer sabe que existe uma editora chamada Escrita Fina no mundo, descobriu que pode usar um livro lindo pra tratar de um assunto muito sério.
Abuso sexual é algo incômodo pra todo mundo e falar disso é (muito) difícil. Especialmente para as crianças. Quando o Antônio caiu aqui no nosso colo, a gente nem pensou duas vezes antes de publicar. Primeiro que é um assunto que precisa ser discutido, debatido e dissecado à exaustão. Segundo porque talvez não exista outra pessoa nesse Brasilzão capaz de abordar um tema tão cruel com tamanha delicadeza quanto o Hugo. Foi uma agradável surpresa ver um escritor tão bacana se propor a tratar desse assunto de um jeito que as crianças entendam. Daí juntamos a Camila Carrossine à mistura e o resultado ficou tão delicado que mal dá pra acreditar no quão pesado é otema. 
Dia 12 é Dia das Crianças e a gente até diria aqui que Antônio é um ótimo presente (assim como os outros livros da nossa editora). Mas a mensagem vai além. A gente quer é aproveitar o gancho do Domingão e lembrar a todo mundo que o melhor presente pras nossas crianças é tornar o mundo mais seguro. 
Opa... acho que nunca fizemos um post tão sério na vida. Mas, realmente, com violência não se brinca ;-)



Um comentário:

joseteolivier@yahoo.com.br disse...

Criança combina com alegria, com afeto, com amor, com proteção. Antônio grita por tudo isso. Façamos a nossa parte, cuidemos das nossas crianças.
Lindo sempre, Antônio! Liníssima ideia de Hugo. Parabéns!